É cada vez mais importante estar a par das tendências de marketing digital e saber tirar proveito das mesmas para melhorarmos a nossa estratégia de marketing. Neste artigo vamos incidir sobre 5 tendências que, ao que tudo indica, irão dominar o digital em 2019.

Inteligência Artificial e Machine learning

Em 2018 já muito se falava de inteligência artificial. Foi nesse ano que começaram a ser implementadas algumas mudanças no que toca à aprendizagem das máquinas para a automatização de variados processos com o objetivo de poupança de tempo e aumento de produtividade.
Não só a nível interno trabalha a inteligência artificial, mas também com o consumidor. Já é possível, com algumas marcas, dar apoio ao cliente em questões mais frequentes via chatbots, e em casos específicos, fazer encomendas e até pagamentos (já é possível pagar via PayPal no Facebook Messenger).
Há ainda um grande caminho a percorrer, porque apesar de ser uma das tendências de marketing digital que identificámos, esta feature é amada por uns, mas não por todos, pois as pessoas queixam-se do facto de sentirem que estão realmente a falar com uma máquina e a intenção é que não se note essa diferença e a experiência seja mais personalizada.
Tudo indica que em 2019 as marcas otimizem os seus dados para melhorar a experiência do consumidor ao recorrer a este tipo de serviços.

Pesquisa por voz

A pesquisa por voz começou por ser mais conhecida graças aos assistentes pessoais de diferentes smartphones e é geralmente utilizada em momentos do dia nos quais os utilizadores não podem, por algum motivo, escrever o que querem pesquisar, por exemplo, durante a condução.
As pesquisas por voz são uma das maiores tendências de marketing digital, porém, oferecem menos resultados ao utilizador, daí a importância de otimizar os sites para essas pesquisas, pois a taxa de conversão é maior.
Segundo um estudo, pessoas da geração X (pessoas nascidas entre inícios de 1960 e finais de 1970) são as que mais utilizam a pesquisa por voz.

  Estudo de pesquisa por voz  

Espera-se que até 2020, metade das pesquisas serão baseadas em voz. É esperado que a tecnologia de reconhecimento de voz cresça cada vez mais e melhor. E consequentemente comecemos a falar com as máquinas, da mesma forma que falamos com pessoas.

Marketing de vídeo

O vídeo está a dominar a internet. Este é um formato de conteúdo que gera maior taxa de interação.
Este formato pode ser encontrado em qualquer plataforma, num site, rede social, app, e-mail e landing pages, sendo que nestas duas últimas a taxa de cliques aumenta perante a presença de um vídeo. Uma novidade que tem vindo a ganhar cada vez mais terreno é o vídeo em direto. Este tipo de vídeo é geralmente utilizado para mostrar bastidores, um evento da marca, e o tipo de conteúdo que dificilmente estaria à disposição do utilizador de outra forma.
Apesar de, como já referimos acima, este ser um formato que gera maior interação, tem de ser bem usado. Não chega partilhar conteúdo em vídeo porque sim. Deve-se ter sempre em mente o que os consumidores querem, como e quando querem.
Tudo indica que o próximo passo será a chegada do vídeo interativo. A Netflix já arriscou num formato mais interativo ao lançar o “Black Mirror: Bandersnatch”, que foi muito bem recebido pelo público e pode ditar uma nova tendência, quem sabe, estará nas tendências de marketing digital de 2020!

Marketing de influência

Já não os podemos ignorar. São pessoas que criaram uma presença forte redes sociais, conquistaram uma voz e têm a capacidade de influenciar quem os segue diariamente nas redes sociais. E estas pessoas são sem dúvida uma das grandes tendências de marketing digital. Também podem ser chamados “criadores de conteúdo”.
Esta capacidade de influência vem do facto de criarem uma imagem de confiança com o seu público e o conteúdo ser visto como mais autêntico. Cada vez mais os utilizadores acabam por preferir a opinião de uma “pessoa real” do que, muitas vezes, a simples descrição num website da marca.
Normalmente são pessoas que atuam em nichos de mercado, por isso deve-se fazer primeiro alguma pesquisa antes da escolha de um influenciador digital para representar a nossa marca. Temos um artigo sobre o que se deve ou não fazer no que diz respeito a marketing de influência aqui.

Marketing de conteúdo

Não poderíamos acabar um artigo de tendências de marketing digital sem passar pelo marketing de conteúdo. Acima falámos do marketing de influência. Este só consegue ser bem sucedido com uma boa estratégia de marketing de conteúdos por trás.
Os utilizadores estão cada vez mais exigentes quanto ao conteúdo que consomem e por isso mesmo se deve investir na criação de conteúdos de qualidade. Conteúdo de qualidade é uma das formas mais eficazes de gerar leads.
Algo que tem vindo a ser cada vez mais procurado e bem recebido pelos utilizadores é o conteúdo especializado e personalizado. Esta especialização e personalização só será possível se conhecermos bem o nosso target. Só assim lhe podemos dar o conteúdo que procura. Este processo de conhecimento do target pode ser feito através de questionários, entrevistas e observação do meio físico e digital.