Google mobile-first index: o que é e o que significa para as marcas?
Carolina Mateus
15 Dec. 2016

Se o seu website ainda não está otimizado para o mobile, o mobile-first index anunciado pela Google deverá ser argumento suficiente para fazer esse investimento. Mas o que é o mobile-first index?

O que é o Google mobile-first index?

Em maio do ano passado, a Google anunciou que em 10 países, entre os quais os EUA e o Japão, eram feitas mais pesquisas diárias via dispositivo móvel do que via computador e, como devem imaginar, este número tem vindo a crescer. Atualmente, mais de um ano depois, o gigante da tecnologia está oficialmente a testar o seu mobile-first index, o que significa que irá, numa primeira instância, olhar para a versão mobile do website e, apenas se essa não existir é que irá olhar para a versão desktop.

Esta “mudança oficial” do desktop para o mobile já era esperada por muitos de nós: todos vemos no nosso dia-a-dia o quanto toda a gente utiliza dispositivos móveis. Agora que sabemos que a mudança vai mesmo acontecer, chegou a altura de nos prepararmos!

Então, o que é isto significa para a minha marca?

    Atualmente não há muita informação disponível acerca do mobile first-index do Google. No entanto, uma coisa é certa: isto significa que vão ter de adaptar o vosso website ao novo algoritmo, se não querem perder-se nas SERPs do Google. Se o vosso website é responsive ou dinâmico, não têm muito com que se preocupar. Se não… chegou a altura de apostar no mobile. Não sabem bem o que fazer? Nós damos algumas dicas:

  • Verifiquem se o vosso website é mobile-friendly, ou seja, se é compatível com dispositivos móveis.
  • Se o vosso website tem duas versões – uma para computador e outra para mobile – assegurem que ambas têm o mesmo conteúdo, de modo a não perderem tráfego para certas keywords.
  • Certifiquem-se de que ambas as versões têm dados estruturados, ou seja, dados com um elevado nível de organização que permite ao motor de busca organizar informação facilmente e de uma maneira criativa.
  • Otimizem o vosso website de modo a melhorar a perfomance: 53% dos utilizadores irão abandonar um website se este demorar mais de 3 segundos a abrir. Se não sabem bem como podem garantir que o vosso website não é lento ao ponto de fazer com que os leitores desistam dele: otimizar imagens para o tamanho certo, reduzir o número de redirects e remover caracteres desnecessários do código fonte são algumas estratégias que irão reduzir a probabilidade de uma experiência de utilizador lenta.
  • Certifiquem-se de que o design do vosso website é apelativo e, claro, otimizado. Para tal, há alguns detalhes a não esquecer: muitos dos utilizadores não conseguem ver elementos Flash, os utilizadores não gostam de pop-ups e o ecrã é muito mais pequeno do que o de um computador.
  • Se só a versão desktop do vosso website está verificada, chegou a altura de verificar também a versão mobile.

Esta mudança ainda está em vigor e ainda não há nenhuma data oficial, apenas se sabe que será algures nos próximos meses. Independentemente disso, deverão assegurar que estão prontos para a chegada do Google Mobile-First Index!